Dica de app: Spotify!

Oi pessoal!!!
Hoje eu vim falar para vocês sobre um app de música que eu estou viciada: o Spotify! Nele é possível criar diversas playlists (com a própria biblioteca de músicas do app) e adicionar várias outras playlists criadas pelo próprio Spotify, por usuários ou por gravadoras!
O mais bacana do app é que a biblioteca de músicas do mesmo é ótima, com muuuitas músicas! Além disso, as playlists criadas pelo Spotify são sensacionais! Tem playlists para malhar, para dormir, para balada, para crianças, etc.


As playlists que eu mais gosto criadas pelo próprio app são: Top Tracks in The United States; Top Tracks in The United Kingdom; The Vampire Diaries (com as músicas da trilha sonora do seriado); Treino Anos 80;  Corra numa Boa; Oasis: Start Here Now; Arctic Monkeys: Origens; The 1980s; Friozinho.



Mais uma vantagem do app é que você pode deixar ele tocando as músicas e você pode mexer no celular/tablet/Ipad/Ipod normalmente enquanto elas estão tocando. Ele é um app que serve como uma galeria de músicas mesmo!


Como nada é perfeito, o app tem alguns probleminhas! Em aparelhos com sistema Android você não pode selecionar a música que você quer, tendo que ouvir a playlist em ordem aleatória. Em aparelhos com sistema IOS esse problema não aparece, porém também não está livre de defeitos. Nesse sistema, o app costuma travar algumas vezes e dar alguns problemas na parte da busca! Se esses problemas fossem resolvidos, amaria ainda mais o app!

E aí, gostaram da dica? Já utilizam o app? Me contem!!! Bjos

Summer Preview: Little White Tee!

Oi gente!!!
Hoje eu vim mostrar para vocês o preview da coleção verão da Little White Tee! Muitas t-shirts lindas! Confiram:





Esse é o só o preview! Imaginem a coleção de verão que arraso que será!

As novas tees já estão à venda na página da marca no Facebook: https://www.facebook.com/LittleWhiteTee/app_305990076116431 e no site: http://littlewhitetee.com.br/ .

E aí, gostaram? Bjos

Dica de Leitura: Nu, de botas!

Oi gente!!!
Hoje vim falar para vocês sobre um livro que eu li durante a última semana e amei! O livro em questão é o Nu, de botas, do escritor e roteirista brasileiro Antônio Prata!
Com um enredo divertidíssimo, Antônio conta no decorrer do livro um pouco sobre a sua infância. Os primeiros amigos, as férias na praia, o divórcio dos pais, alguns eventos marcantes que ocorreram na época de sua infância, o primeiro amor, a descoberta do sexo, entre outras coisas.
E o mais bacana: ele conta a história com o ponto de vista de criança, conferindo a obra uma certa ingenuidade em relação ao mundo, deixando o leitor ainda mais envolvido com a história e conferindo ao livro muito humor!


Preparem-se para uma leitura leve, descontraída e que arranca muitas gargalhadas! 

Bjos,
Miih

Look do Dia!

Oi pessoal!!!
Confiram o look do dia:





E aí, gostaram do look? Espero que sim! Bjos

Temakeria e Cia chega a Campinas!

Hoje vim trazer uma ótima novidade para quem é de Campinas e região: a conceituada Temakeria e Cia está chegando em Campinas!
Eleita a melhor de São Paulo em 2013 pelo jornal Folha, a rede consagrada de culinária oriental chega em Campinas no dia 21 de agosto, no bairro Cambuí. Essa é a 16° unidade da rede, que oferece um cardápio para agradar todos os gostos, com mais de 30 tipos de temakis e ainda uma enorme variedade de receitas japonesas: 14 sugestões de entradas, combinados de sushis, sashimis, hot rolls, grelhados e pratos quentes.


O cliente também pode personalizar o temaki e escolher os recheios. Os sabores são dos clássicos aos especiais, como os famosos Temaki Mauro Naves (empanado de salmão com camarão, molho tarê e cream cheese) e Temaki do Chef (salmão, salmão skin, cream cheese, crispe e ovas de arenque).



Entre as sobremesas, mais de 10 opções, como Harumaki de banana com doce de leite e calda de mel e café (que acompanha sorvete) e Tempurá de sorvete, além das tradicionais como petit gateau, tortas e mousses.

SERVIÇO:

Temakeria e Cia 


Endereço: Rua Rággio Nóbrega, 150.  Cambuí. Campinas - SP.
Telefone: 2519-0360.
 
Funcionamento:

De quarta à segunda. No almoço das 12h até 15h, com opções também de pratos executivos
e no jantar, das 18 h até meia noite.

Dica de filme: Ensaio Sobre a Cegueira!

Oi gente!!!
Hoje o post é sobre filme e vim trazer a indicação de um filme incrível que assisti esses dias! O filme é o Ensaio Sobre a Cegueira, do diretor brasileiro Fernando Meirelles! Apesar de ter direção brasileira, o filme conta com um elenco de peso hollywoodiano, com protagonistas vividos por Julianne Moore e Mark Ruffalo.


Baseado no famoso livro homônimo de José Saramago, o filme gira em torno de uma epidemia que espalha-se rapidamente pelo mundo inteiro. Denominada como "epidemia branca", ela manifesta-se primeiramente em um único homem, durante a sua rotina habitual. Quando está sentado no semáforo, este homem tem um ataque de cegueira, e é aí, com as pessoas que correm em seu socorro que uma cadeia sucessiva de cegueira se forma… Uma cegueira, branca, como um mar de leite e jamais conhecida, alastra-se rapidamente em forma de epidemia. O governo decide agir, e as pessoas infectadas são colocadas em uma quarentena com recursos limitados que irá desvendar aos poucos as características primitivas do ser humano.


A força da epidemia não diminui com as atitudes tomadas pelo governo e depressa o mundo se torna cego, onde apenas uma mulher, misteriosamente e secretamente manterá a sua visão, enfrentando todos os horrores que serão causados, presenciando visualmente todos os sentimentos que se desenrolam na obra: poder, obediência, ganância, carinho, desejo, vergonha; dominadores, dominados, subjugadores e subjugados.


Nesta quarentena esses sentimentos se irão desenvolver sob diversas formas: lutas entre grupos pela pouca comida disponibilizada, compaixão pelos doentes e os mais necessitados, como idosos ou crianças, embaraço por atitudes que antes nunca seriam cometidas, atos de violência, abuso sexual, mortes...
Saramago mostra, através desta obra intensiva e sofrida, as reações do ser humano às necessidades, à incapacidade, à impotência, ao desprezo e ao abandono. Leva-nos também a refletir sobre a moral, costumes, ética e preconceito através dos olhos da personagem principal, a mulher do médico, que se depara ao longo da narrativa com situações inadmissíveis; mata para se preservar e aos demais; depara-se com a morte de maneiras bizarras, como cadáveres espalhados pelas ruas e incêndios; após a saída do hospício, ao entrar numa igreja, presencia um cenário em que todos os santos se encontram vendados: “se os céus não vêem, que ninguém veja”…


A obra acaba quando subitamente, exatamente pela ordem de contágio, o mundo cego dá lugar ao mundo imundo e bárbaro. No entanto, as memórias e rastros não se desvanecem.
O que eu mais achei interessante é que Saramago não faz distinção dos personagens pelos seus nomes, mas sim, pelas suas características e particularidades. Os personagens são todos alegorias.


Preparem-se para assistir à uma obra tocante, que traz junto a ela uma grande reflexão.
Confiram o trailer:

E aí, gostaram da dica? Já assistiram? Me contem!!! Bjos

Look do Dia!

Oi pessoal!!!
Confiram o look do dia:








E aí, gostaram do look? Espero que sim! Bjos